CURITIBA/PR – Parques

Passeios realizados até abril de 2014 –

Estava na hora de falar dessa cidade mágica, que me encantou ao ponto de me fazer voltar por quase todo mês. Tudo bem que é onde a Dezinha mora. Mas Curitiba tem muito mais encanto. Tanto de natureza como de bar, não há do que se reclamar. Vamos, aqui, tratar de alguns dos maravilhosos parques e áreas de lazer que essa capital estadual oferece a seus cidadãos, visitantes e a mim, que virei um meio termo entre os dois primeiros.

O parque mais famoso da cidade, e também o maior, é o Barigui. Lotado em finais de semana, mas tranquilíssimo em dias úteis.

Mapa do Parque Barigui

Mapa do Parque Barigui

O local é o bastante equilibrado entre o urbanismo e a natureza. É uma imensa área verde com uma baía e 4 pistas em volta.

As 4 pistas

As 4 pistas

As 4 pistas

As 4 pistas

Uma para andar de carro, outra para ir de skate ou bicicleta, uma para correr a pé e outra para caminhar normalmente. Todas muito bem sinalizadas.

Pistas

Pistas

Pistas

Pistas

Ao lado das pistas, você encontra o maravilhoso Rio Barigui.

Rio Barigui

Rio Barigui

Rio Barigui

Rio Barigui

É tanta diversidade de vida que até na ponte sobre ele a gente observa…

Ponte sobre o Rio Barigui

Ponte sobre o Rio Barigui

Criaturinha na ponte

Criaturinha na ponte

Ainda mais dentro do rio…

Criaturinhas do rio

Criaturinhas do rio

Criaturinhas do rio

Criaturinhas do rio

Criaturinhas do rio

Criaturinhas do rio

Vicente Matheus, ex-presidente do Corinthians, dizia que o pato é um bicho “aquático e gramático”. Os gansos do Paraná não poderiam ser diferentes… Além da água, fazem festa na grama.

Ganso querendo abraçar dona Dezinha. Foto: Débora Rotta

Ganso querendo abraçar dona Dezinha. Foto: Débora Rotta

Com os gansos atrás, mas no bom sentido

Com os gansos atrás, mas no bom sentido

A felicidade é ainda maior quando chega uma alma caridosa para alimentá-los.

Gansos disputando comida

Gansos disputando comida

Gansos disputando comida

Gansos disputando comida

Ganso enchendo a pança

Ganso enchendo a pança

Briga boa, mas divertida de se ver. Dá até vontade de participar…

O bobo e os gansos

O bobo e os gansos

A Dezinha e os gansos

A Dezinha e os gansos

Da área das aves, é só caminhar (correr ou andar de skate/bicicleta) mais um pouco apreciando o cenário.

Pista

Pista

Rio Barigui

Rio Barigui

Até que as pistas (exceto a de carros) se interligam na Ponte dos Cadeados, onde casais, se espelhando em Paris, trancam os objetos na estrutura de ferro e arremessam as chaves no rio para simbolizar união eterna.

Ponte dos Cadeados

Ponte dos Cadeados

Do outro lado da ponte, mais nativos…

Família capivara

Família capivara

Um dos vários grupos de capivara que habitam o local.

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Perguntei se eram uma família, mas o macho alfa não quis me responder. Só queria saber de cheirar o passarinho. Literalmente…

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Enquanto isso, seus filhotes (até que o DNA me prove o contrário), brincavam de alguma coisa “capivaresca”.

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Família capivara

Pedimos licença e entramos na brincadeira…

Família capivara e o bobo

Família capivara e o bobo

Família capivara e a Dezinha

Família capivara e a Dezinha

Até promovermos uma caminhante a fotógrafa para que eu e Dezinha pudéssemos sair juntos nas fotos.

Família capivara, a Dezinha e o bobo

Família capivara, a Dezinha e o bobo

Capivaras ao fundo

Capivaras ao fundo

A baía (lagoa ou lago no popular local) é fascinante.

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

Perfeita para inspirar leituras e reflexões…

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

Baía do Rio Barigui

O istmo é indescritível…

Istmo

Istmo

Para apreciar o visual com uma boa hidratação, o parque conta com uma bela área para churrascos.

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

É só chegar, despejar o carvão e começar a assar a carne.

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

Área das churrasqueiras

Identifiquei umas trilhas acima da área das churrasqueiras. A Dezinha me proibiu de subir, mas fica o registro para quem quiser explorar. Diz uma lenda que as árvores de lá “falam” à noite:

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Aceito convites para churrascos no local. Podemos até fazer o nosso próprio, convidando os amigos leitores a hidratar admirando esse visual:

Vista da área das churrasqueiras

Vista da área das churrasqueiras

Vista da área das churrasqueiras

Vista da área das churrasqueiras

Para os miúdos, o Barigui também conta com área de brinquedos.

Parquinho

Parquinho

Bosque Alemão

O Bosque Alemão, no Jardim Mercês, é um lugar ideal para passar um dia em contato com a natureza, admirando a arquitetura, tomando um café e, para quem tem filho, entretendo as crianças.

Memorial da Imigração Alemã

Memorial da Imigração Alemã

Mapa do Bosque Alemão

Mapa do Bosque Alemão

O início do passeio se dá pelo monumento Oratório Bach.

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

O monumento é lindo, e sua arquitetura rende bons registros observada de qualquer ângulo.

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

Infelizmente, ainda não conseguimos pegar o local aberto. Mas, com jeitinho, dá pra ver seu interior…

Oratório Bach

Oratório Bach

Já a vista lá de cima pode ser apreciada sem problemas. Tanto da porta trancada como das cascatas artificiais ao lado da estrutura.

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

Oratório Bach

A beleza das cascatas eu não preciso nem descrever. As fotos falam por si:

Cascatas

Cascatas

Cascatas

Cascatas

Antes de partir para exploração do restante do bosque, pode ser uma boa tomar um suco na cafeteria que é praticamente um mirante.

Cafeteria

Cafeteria

Cafeteria do Bosque

Cafeteria do Bosque

Seguindo adiante, é necessário passar por uma ponte bem bacana sobre as quedas d’água.

Ponte

Ponte

Ponte

Ponte

O visual é perfeito.

Vista da ponte

Vista da ponte

Vista da ponte

Vista da ponte

Vista da ponte

Vista da ponte

Na descida, todas as crianças têm uma surpresa bem legal. Até as adultas, que voltam a se sentir miúdas se lembrando da estorinha de João e Maria. A trilha leva o nome do conto. E não apenas isso. Nela, você acompanha uma versão ilustrada ao longo do caminho. Simplesmente sensacional!

Trilha de João e Maria

Trilha de João e Maria

Caminho da trilha

Caminho da trilha

Eu iria colocar mais fotos dos quadrinhos, mas, para não ser acusado de spoiler, aí vão apenas 2!

Ilustração da estória de João e Maria

Ilustração da estória de João e Maria

Ilustração da estória de João e Maria

Ilustração da estória de João e Maria

O imaginário infantil continua na próxima parada: a Casa Encantada, perfeitamente descrita nas placas abaixo:

Casa Encantada

Casa Encantada

Casa Encantada

Casa Encantada

Casa Encantada

Casa Encantada

O local oferece, gratuitamente, contação de estórias por atores vestidos de personagens como a bruxa:

O bobo e a bruxa

O bobo e a bruxa

A Dezinha e a bruxa

A Dezinha e a bruxa

A decoração é também muito bacana!

Casa Encantada

Casa Encantada

A Dezinha chegou a tentar se passar por bruxa. Fez até uma maldição para brilhar o olho. Mas continuou bonita…

A bruxa Dezinha

A bruxa Dezinha

O próximo destino é um lago cheio de vitórias-régias.

Laguinho cheio de vitórias-régias

Laguinho cheio de vitórias-régias

Laguinho cheio de vitórias-régias

Laguinho cheio de vitórias-régias

Laguinho cheio de vitórias-régias

Laguinho cheio de vitórias-régias

Prosseguindo, um já não tão enfeitado. Mas que vale o registro!

Laguinho no estilo manguezal

Laguinho no estilo manguezal

Laguinho no estilo manguezal

Laguinho no estilo manguezal

A Trilha de João e Maria chega ao fim na Praça da Cultura Germânica, com seus vários campinhos de flores.

Praça da Cultura Germânica

Praça da Cultura Germânica

Campinhos de flores

Campinhos de flores

Campinhos de flores

Campinhos de flores

Por trás da flora, o monumento Réplica da Casa Alemã.

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

É claro que tivemos que subir…

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Réplica da Casa Alemã

Encerrando, a foto que Dezinha achou que ficaria clichê. Mas ainda penso que ficou bem romântica. Quem aí concorda??

A Dezinha e a florzinha

A Dezinha e a florzinha

Praça do Japão

Oficialmente é uma praça, mas, de tão bela, podemos considerar um mini-parque. A Praça do Japão, em Água Verde, só nos deixa uma dúvida: se quem gosta mais de lá são as pessoas ou os vários cães que por lá vão paquerar e passear, como a Dali, essa loira gostosa que vai lá todos os dias atrás do Zé, seu companheiro shih-tzu pelo qual é apaixonada.

Dali

Dali

Pena que o Zé andou aprontando com outra menina, deixando a Dali bem chateada…

Dali

Dali

No centro da praça, fica essa estrutura oriental.

Monumento japonês

Monumento japonês

Dentro dela, uma lojinha de souvenires, com uma atendente que fala o idioma fluentemente e oferece cursos como origami e diversos outros relacionados à cultura japonesa. Infelizmente, os andares superiores da casa são fechados à visitação, sendo destinados apenas a alunos.

Lojinha de souvenires

Lojinha de souvenires

Monumento japonês

Monumento japonês

De frente para a estrutura, se chega na primeira cascata artificial.

Cascata

Cascata

Cascata

Cascata

Acima, antes da água cair, ela se acumula no lago principal, oriunda de outra cachoeirinha, fazendo a alegria de dezenas de peixes.

Lago

Lago

Lago

Lago

Lago

Lago

O lago conta, também, com uma bela estátua de Buda.

Buda no lago

Buda no lago

Buda no lago

Buda no lago

O espaço de lazer é bem aconchegante.

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Praça do Japão

Tem outros lagos…

Lago

Lago

Lago

Lago

Lago

Lago

E outras cascatas…

Cascata

Cascata

Cascata

Cascata

Local perfeito para levar o totó, ler um livro e passar uma tarde.

Praça do Japão

Praça do Japão

Parque Tanguá

O Parque Tanguá é outro maravilhoso. A cachoeira em seu interior é digna de aplausos.

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

O local conta com uma ponte que dá para um restaurante e um mirante para comer e ir apreciar a queda d’água.

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Tem, também, esse morrinho aí, onde dá para se sentar e passar o dia em tranquilidade…

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque Tanguá

Parque das Pedreiras

A Pedreira Paulo Leminski é um famoso local de shows e grandes eventos de Curitiba. A acústica natural para espetáculos musicais é elogiada por todos os artistas que lá se apresentam. Foi lá, também, que ocorreu essa festa aí em 2014:

Fifa Fan Fest

Fifa Fan Fest

O interior do parque tem um lago bem bonito.

Parque das Pedreiras

Parque das Pedreiras

Parque das Pedreiras

Parque das Pedreiras

Parque das Pedreiras

Parque das Pedreiras

Parque Bacacheri

Outra bolsa de água maravilhosa de se observar fica no Parque Bacacheri.

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

O equilíbrio do urbanismo com a natureza também é destacável.

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Parque Bacacheri

Jardim Botânico

Encerrando o post, um dos principais cartões postais de Curitiba: o Jardim Botânico.

Jardim Botânico

Jardim Botânico


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *