ITAPOÁ/SC

Passeios realizados até 2014 – 

Itapoá é a primeira cidade do litoral norte de Santa Catarina. É, também, o local onde minha namorada Débora foi criada, e para onde fomos algumas vezes curtir a extraordinária praia do Balneário Uirapuru.

Pôr do Sol em Balneário Uirapuru

Pôr do Sol em Balneário Uirapuru

Eu e Dezinha

Eu e Dezinha

Próximo à nossa casa, estava o Bar do Celso, aquele espaço que todo mundo pede a Deus: um quiosque de frente para o mar com petiscos típicos e cerveja estupidamente gelada. Era só dar um mergulho e já voltar para beber o próximo copo.

Bar do Celso com o amigo Fedelho

Bar do Celso. Hidratando com o amigo Fedelho

Falei no passado por dois motivos tristes: o Bar do Celso foi implodido e a Dé teve que vender nossa casinha. Mas estarão, os dois, vivos para sempre em nossas memórias.

Bar do Celso

Bar do Celso

 

Nossa casinha

Nossa casinha

Quem também está ad eternum em nossos corações é nossa filha de quatro patas. A garota bolota mais gostosa que este mundo já viu: Mehl Anny King. A safada nos deixou fisicamente em novembro do ano passado, mas não sem nos acompanhar diversas vezes por Itapoá.

Mehl fazendo cooper

Mehl fazendo cooper

 

Família unida

Família unida

A cidade é pouco populosa, e, apesar de ficar em Santa Catarina, tem suas altas temporadas, além de no verão, nos feriados de Curitiba, onde milhares de pessoas descem da capital paranaense para suas residências litorâneas.

 

Curitibana descendo para sua casa litorânea

Curitibana descendo para sua casa litorânea

Durante o dia, vale a pena conferir o pequeno farol e apreciar a praia que surge na direção de São Francisco do Sul.

Farol de Itapoá

Praia na estrada para São Chico

Praia na estrada para São Chico

Para almoçar, é obrigatória uma parada na Casa Portuguesa. Foi lá que comi os melhores bacalhaus e pasteizinhos de belém da minha vida. Até a Dezinha, que não gostava do peixe, abriu uma exceção e lambeu os beiços na primeira vez, e depois fazia questão de retornar.

O melhor bacalhau do país

O melhor bacalhau do país

 

Dezinha e o pastel de belem

Dezinha e o pastel de belem

À noite, o Centro tem boas opções de bares. Dos mais inusitados, como o Obelisco, onde tínhamos que fazer três pedidos para ver qual tinha na casa e o garçom trazer um deles, até a pastelaria da rua principal, com uma variedade grande de pasteizinhos maravilhosos acompanhados de cerveja barata e gelada.

 

Obelisco. Pelo menos as batatinhas a gente conseguiu comer

Obelisco. Pelo menos as batatinhas a gente conseguiu comer…


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *