PARATY/RJ – Trindade

Viagem realizada em 13/03/2015 –

Em plena noite de sexta-feira 13, saí de Itaboraí para encontrar o guia Laésio e seu grupo da Adrenalina. Nosso destino? A paradisíaca Trindade, uma de tantas áreas maravilhosas desse município encantador chamado Paraty.

Chegamos ainda de madrugada, abandonando os carros e indo direto para o Hostel Che Lagarto, que iria nos abrigar no fim de semana.

Che Lagarto

Che Lagarto

Che Lagarto

Che Lagarto

Nos arrumamos, fizemos a tradicional higiene de chegada de viagem e preparamos as mochilas de ataque para as explorações do dia. Como todas as lanchonetes estavam fechadas, ficamos trocando ideia no albergue, aguardando algum canto abrir para tomarmos café. Até que partimos para A Cabana, onde fomos muito bem atendidos pela Gabriela, gerente do local que conta com ótimas opções para o desjejum…

A Cabana

A Cabana

Pança cheia, pegamos uma trilha tranquila, de cerca de 20min, em direção à Pedra que Engole.

Trilha para a Pedra que Engole

Trilha para a Pedra que Engole

A rocha é famosa por receber uma queda d’água em seu “interior”, fazendo com que quem escorregue pela cascata desapareça e “surja” 10 metros rio abaixo.

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

Pedra que Engole

De lá, descemos até um poço pelo qual já tínhamos passado. No entanto, se estávamos secos na subida para a Pedra que Engole, era hora de manter-se molhado e explorar a pequena gruta por trás da cascata.

Poço da cascata

Poço da cascata

Poço da cascata

Poço da cascata

Poço da cascata

Atrás da cascata

E chega o momento de voltar à belíssima trilha…

Trilha para a Praia do Meio

Trilha para a Praia do Meio

Trilha para a Praia do Meio

Trilha para a Praia do Meio

Mas não retornamos ao hostel. Seguimos para a Praia do Meio.

Praia do Meio

Praia do Meio

Além da belíssima faixa de areia, o local tem essa rocha maravilhosa:

Pedra da Praia do Meio

Pedra da Praia do Meio

Pedra da Praia do Meio

Pedra da Praia do Meio

Que dá para um visual igualmente incrível:

Vista da Praia do Meio

Vista da Praia do Meio

Vista da Praia do Meio

Vista da Praia do Meio

Vista da Praia do Meio

Vista da Praia do Meio

Fechando a tarde na praia, como não poderia deixar de ser, hidratação:

Hidratação

Hidratação

Após uma soneca, hora de retomar a hidratação, prestigiando o show de reggae no próprio Che Lagarto.

Reggae no Che Lagarto

Reggae no Che Lagarto

Acabou o som, e fomos procurar onde tinha. Mas não precisamos andar muito. Bastou ir ao lado, no Laranjas Bar, para passarmos para o rock’n’roll.

Hidratação

Hidratação

Rock'n'roll no Laranjas

Rock’n’roll no Laranjas

Fechamos o local, e seguimos para um samba em um bar na Praia do Rancho. Digo samba, pois, independentemente da música que estivesse tocando, estávamos tão felizes que ficamos sambando para lá e para cá.

Chegou o domingo e, disposição renovada, fomos até a Praia do Cachadaço, em uma trilha leve de 20min.

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

Não chegamos a mergulhar, pois estávamos indo em direção às Piscinas Naturais. Mas deu para dar um “oi” para os nativos:

Nativo da Praia do Cachadaço

Nativo da Praia do Cachadaço

Nativo da Praia do Cachadaço

Nativo da Praia do Cachadaço

Ao término da faixa de areia, nova trilha. Morrinho de cerca de 25min de percurso. Mas, lá chegando, a vista renova qualquer esforço.

Piscinas Naturais

Piscinas Naturais

Piscinas Naturais

Piscinas Naturais

Piscinas Naturais

Piscinas Naturais

Renovado mesmo, estava o Caramelo, um totó super brincalhão que esperava alguém pular das pedras para sair nadando atrás da pessoa. Era como uma legítima brincadeira de pique. Ele só trocava de “melhor amigo” quando um cidadão diferente dava outro salto.

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Caramelo, o guardião das Piscinas Naturais

Me vendo cansado de tanto brincar e nadar com o Caramelo, os amigos Dani e André vieram me acudir…

Dani Matos, o bobo e André Melo nas Piscinas Naturais

Dani Matos, o bobo e André Melo nas Piscinas Naturais

Em seguida, trilha de volta para a Praia do Cachadaço.

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço

E chega a hora do almoço. Como ficamos com saudades do Laranjas, o bar de rock da noite anterior, retornamos lá para encher a pança. O cardápio do local é bom de mais, o que nos deixou indecisos sobre o que pedir. Mas decidimos por esse peixe ao molho de camarão e com milanesa de siri. Tão bom que torcemos para as amigas da mesa ao lado, que pediram a mesma coisa, deixarem sobrar.

Peixão maravilhoso

Peixão maravilhoso

Almoçados, era tempo de fazer check-out no Che Lagarto e dar uma caminhada pela aconchegante vila.

Centro de Trindade

Centro de Trindade

Centro de Trindade

Centro de Trindade

Por fim, não poderia faltar registro do Chitão, esse labrador maravilhoso, filho de um casal que vende artesanato em uma Kombi na região.

Chitão, o cão artesão

Chitão, o cão artesão

Sobre Paratay, acesse também os relatos de Saco do Mamanguá e Cachoeira do Rio Grande.


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma...

Um Comentário:

  1. Cleide Cardozo

    Adorei,ao olhar as fotos e ler os relatos deste Blog,viajei por todos esses lugares!!! Parabéns Renaldo por nos mostra lindos lugares,deste nosso Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *