Piloto pede aeromoça em casamento durante voo

Em um voo doméstico no Estados Unidos, partindo de Seattle para Juneau, capital do Alaska, neste mês de março, a comissária de bordo Brandy Hollenbeck se assustou ao ouvir um relato vindo do microfone. A narração foi feita pelo seu então namorado, Eric Greener, que a pediu em casamento para surpresa da aeromoça e de todos os passageiros, passando, agora, a ser seu noivo.

“Eu já planejava pedir a mão dela há alguns meses. Mas acabei tomando a decisão no impulso” – disse Greener, que é piloto, mas não estava trabalhando no dia.

A história do casal começou em 2012, quando Brandy, em um de seus voos a trabalho, começou a conversar com uma passageira, que revelou estar indo visitar seu filho, falou sobre a profissão dele e disse que a aeromoça precisava conhecê-lo.

Sem nenhum contato, meses depois eles se encontraram por acaso no Aeroporto Internacional de Anchorage. Eric não fazia ideia de quem era a mulher quando puxou assunto. E, no desenrolar da conversa, Brandy se lembrou da história contada pela mãe dele…

Anos depois, já morando juntos, mas ainda sem ter formalizado o matrimônio, Eric, já com a intenção de fazer o pedido nas alturas, conversava com sua namorada, que falava da equipe de comissários do seu próximo voo. Mal sabia ela que um dos citados era amigo de longa data de Eric, o que fez o piloto perceber que era hora de pôr o plano em ação.

Ele trabalha na empresa Ravn Alaska. Brandy, na Alaska Airlines. Mas a rivalidade comercial não desanimou o homem, que correu para o aeroporto para explicar seu plano aos funcionários da Airlines, que, simpáticos à ideia, concordaram que ele pudesse embarcar e ficar na cabine, vide que pilotos, mesmo fora de serviço, têm permissão legal para frequentar o local no EUA.

Já na aeronave, após a decolagem, a 34 mil pés, Eric pegou o microfone e iniciou seu discurso, assustando a amada e encerrando com: “Brandy Hollenbeck, eu te amei desde o momento em que te conheci, e eu quero ser o seu homem para o resto de sua vida. Você quer se casar comigo?”

Em seguida, saiu da cabine com o anel em mãos. De tão emocionada, Brandy não conseguiu falar. Apenas sussurou o “sim”, aclamado por todos que presenciaram a cena. Confira abaixo o registro, obviamente em inglês, feito por um dos passageiros:


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *