RIBAS DO RIO PARDO/MS

Viagem realizada em 29/07/2017

De Campo Grande, segui de ônibus até uma cidadezinha de 21 mil habitantes. Após uma hora e meia de viagem direta, já estava na rodoviária de Ribas do Rio Pardo.

Rodoviária

Rodoviária

Dali, rumei ao Hotel Bem Estar, que seria minha casa pelos próximos dois dias.

Hotel Bem Estar

O apartamento 07 me escolheu e eu fui conhecê-lo.

Apartamento 07

Quarto

Banheiro

Banheiro

Banho tomado, mochila acomodada, era hora de matar a fome que quase havia me matado. Cacei algum lugar que tivesse hambúrguer e encontrei o trailer do Ximenes Lanches, ali mesmo, perto do hotel.

Ximenes Lanches

Olhei o cardápio e achei os sanduíches caros. Mas isso é porque eu não sabia o tamanho deles. Pedi um hamburguer com calabresa, bacon e tudo o que tinha direito e veio quase o açougue completo. Que maravilha! Suei para jogar para dentro, mas, como um bom guerreiro em combate, venci a batalha.

Hambúrguer imensamente maravilhoso

Com a pança cheia e após uma noite em claro, era hora de voltar ao hotel para abraçar Morfeu, o deus dos sonhos.

Veio o domingo e fui perambular pela cidade.

Rotatória ribas-rio-pardense

Fileira de árvores

Destaque para a entrada da Escola Estadual Dr. João Ponce de Arruda.

Escola Estadual Dr. João Ponce de Arruda

Mais à frente, a Prefeitura era quem chamava atenção.

Prefeitura

Prefeitura

Prefeitura

O horário de funcionamento é comum no estado do Mato Grosso do Sul, mas não no Rio de Janeiro.

Prefeitura

Orelhão, muito menos. Ainda mais funcionando. Raridade! Quase procurei por um lugar que vendesse cartão para voltar no tempo e sentir novamente o gostinho de falar rápido enquanto as unidades eram comidas pela máquina. Mas valeu só por ouvir dando linha.

Orelhão funcionando

Do outro lado da rua, uma fábrica. Ribas do Rio Pardo é famosa pela exploração de madeira. Tudo legalizado.

Fábrica de móveis

Móveis rústicos

Só tinha móvel “rusticamente lindo”.

Móveis rústicos

Mesa

Destaque para esse banco foda:

Banco foda

Em seguida, fui à frente da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.

Igreja

Igreja

E fui andando…

Rua

Linha do trem

Todos os nativos que eu abordava perguntando sobre pontos bonitos da cidade me respondiam igualmente: rindo e dizendo que “aqui não tem nada”. Como um dos propósitos da Barca é justamente destacar a beleza da simplicidade, eu só ficava cada vez mais apaixonado por Ribas conforme ia andando e vendo seus “lindos nadas”.

Matinho bonito

Árvores ordenadas

Árvore da Imensidão (eu que batizei. Gostaram?)

Até que chego ao Rio Botas.

Rio Botas

E essa coisa linda me faz ficar por um bom tempo só admirando o curso das águas e o meu prazer de estar ali.

Rio Botas

Rio Botas

Tive a honra de bater um papo com o mestre Fidélis, que estava pescando piapara e piau, peixes típicos da região.

Rio Botas

E era hora de voltar à zona urbana…

Voltando à cidade

Destaque para essa pracinha super aconchegante.

Pracinha

Pracinha

Pracinha

Novamente morto de fome, tive outro choque cultural. Os restaurantes da cidade não costumam abrir aos domingos. Normalmente, é justamente nesse dia da semana que as pessoas não querem cozinhar e preferem almoçar fora. Mas Ribas, por ser especial, tem suas particularidades.

Por sorte, há um restaurante que não segue a tradição local e abre aos domingos: o maravilhoso Arte e Sabor e seu buffet liberado por 15 contos. Tudo que pedi a Deus.

Arte e Sabor

Almoço maravilhoso

Alimentado, parti com o mestre Samuel para o point da cidade: o Bim, mercado que também funciona como bar para a galera ficar bebendo na calçada.

Bim

Bim

Foi lá que tive a honra de ser apresentado à Bamboa, cerveja pilsen de Campo Grande/MS muito boa. Tão gostosa que quando tirei foto, já tinha bebido todas as que trouxe para casa. Mas aí vai o registro da latinha:

Bamboa

Depois de um dia inteiro perambulando debaixo de Sol, tomei vergonha na cara e fui tomar um banho para dar sequência à hidratação. Desta vez, no Central do amigo Emerson.

Central

Central

O bar fechou e eu chorei. Mas nada melhor que enxugar as lágrimas bebendo enquanto aguardava uma pizza no Marcelino’s, maravilhosamente servida.

Pizza portuguesa com borda de cheddar (sim, olhei no Google para escrever cheddar corretamente)

Com a segunda-feira dando as caras, era hora de dar um até breve para a charmosa Ribas do Rio Pardo e iniciar minha longa viagem de 3 ônibus, 1 Uber e 2 aviões para retornar a Itaboraí.

Por trás do boi

Matagal ribas-rio-pardense


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma…

8 Comments:

  1. 28 anos que moramos nessa cidade abençoada por deus.
    Existem lugares lindos para ser apresentado aqui.

  2. Maycon Vieira Dias

    Obrigado pela visita devia ter conhecido o Mantena lugar bonito do município e a a foto da “árvore da imensidão eh da casa da minha mãe cocô Macauba, ribas eh uma ótima cidade pra si viver o ruim eh que não tem uma fábrica de expressividade, muitas família estão deixando a cidade pela a falta de emprego.

  3. Dininho Almeida

    Bacana amigo, volte mais vezes para conhecer outros pontos turísticos legais que temos aqui. Abraço

  4. Fique muito feliz que uma pessoa de fora admire a simplicidade da minha cidade querida assim como eu.

  5. Marzia Almeida Samha Santos

    Bacana a forma que você descreveu nossa cidade! Amei.

  6. Maria Cristina

    Amei suas visitas através nossa querida cidade.
    Mas ficou pouco tempo, teria que conhecer o balneário Mantena, a Usina Mimoso e os demais locais muito belo que aqui existe.
    Volte sempre, pois é muito bom saber que existem pessoas que admiram o simples e rústico.
    Eu amo e vejo beleza em minha cidade, existem alguns moradores que poderiam ter acompanhar em lugares maravilhososão neste município, posso sugerir a Turismologa Nayara Pereira e o Charlin, dentre outros.
    Obrigada pela visita e divulgação de nossa querida Ribas do Rio Pardo MS.

  7. Gostei achei super interesante sao tantos detalhes que nois que moramos aqui nao persebemos e muitas vezes nao vemos noa cuidamos e muito menos valor meus parabens

  8. RENATO DO VALE

    Muito obrigado a visita… Aqui temos vários outros pontos turísticos e de beleza…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *