SÃO FRANCISCO DO SUL/SC – Poço do Casarão

Viagem realizada em setembro de 2014 –

De nossa antiga casinha em Itapoá, partimos eu e Débora rumo a São Francisco do Sul, popularmente conhecido como “São Chico”. Nossa missão seria explorar as cachoeiras e ilhas do local. Mas em virtude do horário, que já era avançado, cumprimos apenas a primeira parte (o que já fez todo o dia valer, e muito, a pena). A partir da BR, entramos em uma rua quase escondida com destino à Vila da Glória, localidade que abriga grande parte dessas belezas. E pela estrada seguimos sem avistar quase ninguém pelo caminho.

Na estrada...

Na estrada…

Até que chegamos e decidimos, primeiro, rumar à área das cachoeiras, pegando outra rua de chão que nos levaria à boca da trilha do Poço do Casarão.

Rua de acesso ao Poço do Casarão

Rua de acesso ao Poço do Casarão

A Dezinha tem medo de andar em mata fechada. Ficou o tempo todo insistindo para abortarmos a missão, lembrando que tínhamos passado por um senhor com uma foice no meio do caminho (o que realmente era verdade). Mas consegui convencê-la a continuar. Afinal, não poderia ter ido ali para observar as árvores por cima e simplesmente ir embora… Descemos a trilha e, em cerca de 20 minutos, já estávamos no riacho.

Riacho que dá acesso ao poço

Riacho que dá acesso ao poço

De lá ao poço foram menos de 10 minutos seguindo água acima. O volume estava muito baixo, mas, mesmo assim, a recompensa foi indescritível. Mergulhar em meio aos peixes e camarões dessa maravilha não tem preço:

Poço do Casarão

Poço do Casarão

Poço do Casarão

Poço do Casarão

Pena que não deu para ficar muito tempo. Foi só eu me ambientar para a Dezinha fazer questão de ir embora. Olhem só a cara dela:

IMG_20140909_125552

E, já com fome, voltamos ao litoral para comer o genial rodízio de frutos do mar do Jaci Zinho. Era tanto prato maravilhoso que aparecia na mesa que eu tive de perguntar à garçonete se alguém já conseguiu comer tudo (ela disse que sim, mas eu sigo duvidando…).

Rodízio de frutos do mar do Jaci Zinho

Rodízio de frutos do mar do Jaci Zinho

Foto extremamente romântica

Foto extremamente romântica

Infelizmente, ao perguntarmos como poderíamos conhecer as ilhas locais, a dona do restaurante, que também é pousada, nos disse que, como era baixa temporada, os barqueiros só faziam esse serviço pela manhã. O jeito foi fazer fotos dali mesmo do trapiche… Bom que voltamos ao restaurante e comemos mais!

Trapiche do Jaci Zinho com ilhas ao fundo

Trapiche do Jaci Zinho com ilhas ao fundo

Trapiche do Jaci Zinho com ilhas ao fundo

Trapiche do Jaci Zinho com ilhas ao fundo


Gostou? Comente!
Curta nossa página no Facebook: Facebook.com/barcadaideia
Acesse todos os relatos em: Explorações

Patrocinador: Carpória – agência de comunicação.

Renaldo Souza

Um maluco de estrada que gosta de dar uma caminhada. Amante da natureza, dos churrascos e da cevada. Se Noé fez a arca, eu fiz a Barca. A Ideia, a gente arruma...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *